Google+ Followers

Google+ Followers

domingo, 24 de agosto de 2014

22jul2014 - "a desenhar com o emigra"


Em Julho o Miguel Antunes, que está emigrado, veio a Portugal numas curtas férias e quis celebrar o facto a desenhar com alguns dos amigos que cá deixou, e então lá nos encontrámos no Camões, emblemática praça no coração de Lisboa.



Em tarde de muito calor, o meu habitual comodismo indicou-me um lugar à sombra numa das várias mesas do "Quiosque de Refresco" que o circundam...




               E aos poucos lá fui reproduzindo o que estava ao alcance da minha vista...



   
   




     E o resultado foi este:




O Diniz e Miguel ficaram satisfeitos e com vontade de voltarem a se encontrar para novas tardes de desenhos...




... e o Largo de Camões voltou à normalidade habitual esperando novos eventos...


Sesimbra é Peixe! 60º Encontro dos Urban Sketchers Portugal - 12jul2014 Câmara Municipal de Sesimbra.





Sobe o lema "Sesimbra é Peixe" estivemos lá para desenhar o mercado do peixe, os peixes, as pessoas, e os barcos e tudo...




... com a orientação do Luís Ançã, reunimo-nos pelas 10h da manhã no centro de Sesimbra. — com Maria Celeste Canongia Lopes.



                               Aguardámos pelos companheiros que iam chegando.





e compartilhando a alegria de nos vermos novamente.— com JEspadaneira SketcherCláudia Mestre e Paula Cabaral.


  

Depressa tomámos conta do local, recebidos pela simpatia dos vendedores que nos acolheram com muito boa vontade e compreensão. — com Luís Ançã,Cláudia Mestre e Rosario Félix.




                               O olhar perdeu-se...




                               ... ao ver tantas e tão variadas espécies...




                                ... oferecidas pelas generosas águas de Sesimbra.




Mãos hábeis não deixam escapar o peixe que colocam no papel onde viverá por mais tempo. — com Rosario Félix.




A pescaria é abundante, e o difícil é escolher o que capturar. — com JEspadaneira Sketcher.



Mas há também quem prefira a calma do exterior, com menos confusão. — com Filipe Leal de Faria.



Como apenas pude estar durante a manhã, que começou já a meio, apenas fiz este registo mal acabado...




    ... hoje, acabei-o, e ficou assim...



... este, fica para amanhã, ou quem sabe o acabo ainda hoje ao serão...



        O segundo desenho, o das santolas, ficou assim 



Ericeira, 10jun2014 - "VAMOS DESENHAR NA ERICEIRA"


Ericeira, ermida de S. Sebastião. 



































Ericeira, ermida de S. Sebastião. O retrato e o original.




Ericeira, ermida de S. Sebastião. O trabalho final.



domingo, 20 de julho de 2014

"Oficina de Alquimia das Cores"
Workshop de fabricação de tintas para pintar da autoria do Luís Ançã.

Dedico esta reportagem ao nosso amigo e colega de diários gráficos, Luis Ançã, que com tanto entusiásmo e grande generosidade nos ofereceu no sábado, 7jun2014, na Casa João do Rio, cujas portas nos foram abertas com muita alegria, pela nossa colega e amiga Maria Celeste Canongia Lopes que tão amávelmente nos recebeu.






Início da "oficina de alquimia" com o mago Luís Ançã com em Lisboa - Casa João do Rio.




... aqui entusiasmado com as mãos na massa, que por artes mágicas se transformou em pasta de moldar saída de uma palangana. — em Lisboa - Casa João do Rio.




Os aprendizes absorvem avidamente os conhecimentos do mestre em atitude de alta concentração. — com Filipe AlmeidaRosario Félix,Manuela Rosa Rolão e Maria Celeste Canongia Lopes.











Claro que há sempre quem se esteja perfeitamente nas tintas e prefira registar os mexericos da vida alheia, esses paparatzzi de caderno e lápis... — com Nelson PacienciaAna Cristina Jácome e Filipe Almeida emLisboa - Casa João do Rio.








...que teimam em mostrar ao mundo a vida dos famosos. — com Nelson Paciencia.














Dos velhos alfarrábios saltam as mágicas receitas de tintas luminosas e aromáticas que darão brilho e valor ás mais raras obras de arte.







A aula decorre na maior concentração e avidez dos alunos em captar os saberes ancestrais do mestre.







Conduzidos por mãos hábeis os elementos começam a ser adicionados em cadinhos...






... e almofarizes, juntam-se terras de xisto e especiarias...








... misturadas com aglutinantes e gemas de ovos e ainda alguns corantes...







... e entre aromas de caril e tandooris exóticos, pimentão doce, canela e açafrão das índias começam a surgir, como que por artes mágicas os primeiros resultados...









... a alegria e entusiásmo são contagiantes...















... a avaliar pelas primeiras experiências














no laboratórium a bagunça está instalada...















... enquanto ao redor reina a paz e a tranquilidade...















... assegurada pelo "Guardião do Reino da Natureza".















Depois de altos estudos e arrojadas experiências os resultados saltam à vista, claro, com excepção do paratzzi que não quis saber de nada, com comprova o resultado que se vê ao centro...








... e após inesperada explosão...













... as cores saíram do laboratórium para a rua... 













... e espalharam-se pelos cadernos do Luís Ançã...











Paula Cabral















Maria Celeste















César Caldeira















Paula Cabral




















Na hora do almoço, Luís Ançã.















... o almoço, com aglutinante...















... as tentadoras delícias da montra do restaurante...














Os malvariscos do "Jardim da Celeste" cheiram a caril... César Caldeira.



















Limões e canas índicas, César Caldeira.













E todos estes prodígios se devem aos poderes do "Guardião do Reino da Natureza", sem ele nada disto teria sido possível.










Aqui fica um pequeno resumo das receitas do "Alquimista" que o Luís tão generosamente nos ofereceu e que dificílmente iremos esquecer.