Google+ Followers

Google+ Followers

domingo, 19 de junho de 2016




18jun2016 - Festa da Casa da Cerca




















A fantástica esplanada com vista para o Lisboa e o Tejo.































Trabalhos de Graça Morais em exposição.
































Do acervo da Casa da Cerca, estão em exposição alguns trabalhos, este de Pedro 
Salgado.




Dragoeiro, de Sara Simoes.




Animação de rua.































A caixa prodigiosa da Sara, esteve à disposição de quem quis desenhar os objectos da natureza que ela guarda. 
































Depressa se juntaram interessados pelo desenho que pela orientação da Sara iniciaram o registo de vários elementos naturais, folhas, ramos e flores.


















Os desenhos da Virgínia, exímia desenhadora, aqui registando um conjunto de ciprestes. 




Assim se descobrem novas vocações experimentando o desenho pela primeira vez, perdendo o medo.




Ao longe, no Tejo, passam os cruzeiros. 




Uma estrela do mar foi a escolha que fiz, por sugestão da Manuela Rosa Rolão, para desenhar no meu caderno.





Na estrela do mar acrescentei um poema do Jorge Palma:

Sou a estrela do mar
Só ele obedeço, só ele me conhece
Só ele sabe quem sou no principio e no fim
Só a ele sou fiel e é ele quem me protege
Quando alguém quer à força
Ser dono de mim.
 




Depois do lanche, ainda desenhei o tronco retorcido da grande amoreira que nos deu abrigo durante a tarde. 




E a animação lá continuou pela noite dentro.



Amoreira













Estrela do mar








domingo, 12 de junho de 2016




Feira da Ladra

11jun2016




A dominar a cena está a presença da cúpula de Stª Engrácia. 





As velharias do sr. Belmonte.





Hora do almoço, bifana no meio de não sei quantos idiomas diferentes...





Músicos de rua espalham sons bem dispostos.





O descanso... 





o grade final...









































Coisas raras e caras... 





Belas máquinas de outros tempos.





Companheiros de infância á procura de novos amigos.





Marcas do passado que continuam presentes.









































Lisboa com ruas cheias de gente.









































E o Stº António á espera das noivas... 
































O sketch do dia.